GeForce RTX: Desempenho Absurdo nos Games Atuais — e nos Futuros

Por Ana Sillas on 23 de Agosto de 2018

Abra a caixa. Comece a jogar. Testemunhe o impossível.

Nossas placas de vídeo da série GeForce RTX — as primeiras GPUs baseadas na nova arquitetura NVIDIA Turing — combinam sombreadores da próxima geração, Ray Tracing em tempo real e recursos totalmente novos baseados em AI. Não se fala em outra coisa na comunidade de Game Developers.

Mas desde o primeiro minuto fora da caixa, você terá um upgrade enorme de desempenho nos games que está jogando agora.

As GPUs GeForce RTX entregam games em 4K HDR a 60 frames por segundo nos maiores títulos da atualidade — uma proeza que até mesmo a nossa principal placa de vídeo GeForce GTX 1080 Ti não pode oferecer.

Com os melhores monitores 4K do mercado, nossas novas GPUs Turing — GeForce RTX 2080 Ti, 2080 e 2070 — chegam na hora certa, juntamente com uma lineup de games incríveis e super aguardados das principais desenvolvedoras do mundo.  

Desempenho De Peso em Grandes Games

Nos diversos games avaliados, Turing entrega os maiores ganhos de desempenho (veja o gráfico acima). Estes números ficam ainda maiores com o deep learning super-sampling, ou DLSS, revelado na segunda-feira.

O DLSS aproveita a capacidade dos nossos núcleos tensores para usar a Inteligência Artificial. Nesse caso, ele é usado para desenvolver uma rede neural que ensina a si mesmo como renderizar um game. Ele suaviza as bordas dos objetos renderizados e aumenta o desempenho.

Esse é apenas um exemplo de como a arquitetura Turing pode fazer coisas que nenhuma outra placa de vídeo pode. Isso faz com que o desempenho total de Turing seja difícil de mensurar.

Mas ao analisar os games para PC atuais em relação às placas de vídeo sem as capacidades da arquitetura Turing, fica claro que a Turing é uma fera absoluta.

Prepare-se para conhecer a força dessa nova geração!

Comments