ALCANCE NOVAS DESCOBERTAS CIENTÍFICAS

Previsão do tempo. Descoberta de novos medicamentos. Encontrar novas fontes de energia. Com um desempenho que pode atingir - e até exceder - o desempenho em escala de peta, a supercomputação oferece aos pesquisadores o poder necessário para simulações e previsões globais. Melhorar a produtividade e aumentar o número de simulações científicas pode ter um impacto profundo na quantidade e qualidade de suas descobertas científicas.

Equipando os Supercomputadores Mais Rápidos do Mundo

Hoje, a NVIDIA equipa os supercomputadores mais rápidos dos EUA e da Europa, bem como alguns dos sistemas mais avançados em construção. Nos EUA, o Oak Ridge National Labs (ORNL) apresentou o Summit, o supercomputador mais inteligente do mundo. O Summit combina computação de alto desempenho (HPC) e AI para fornecer mais de 200 petaFLOPS de processamento de precisão dupla para HPC e 3 exaFLOPS de processamento de precisão mista para acelerar descobertas científicas

VEJA A CIÊNCIA TRABALHANDO

 

Resolvendo os Mistérios da Genética

Da bioenergia sustentável à melhor compreensão das doenças, a Divisão de Biociências do Oak Ridge National Lab conta com o supercomputador Summit, equipado com as GPUs NVIDIA V100 Tensor Core, para resolver problemas biológicos fundamentais que antes eram impossíveis

Assista o Vídeo
 
 

Explorando Explosões de Supernova

O Grupo de Computação Científica do Oak Ridge National Lab está usando o incrível desempenho e memória das GPUs NVIDIA Volta para explorar explosões de supernovas e novas descobertas na área nuclear.

Assista o Vídeo
 
 

Capacitando a Inovação Científica

De terremotos e energia limpa a supernovas, o DOE capacita os cientistas a explorar suas ideias no supercomputador Summit, equipado com GPU, no Oak Ridge Leadership Computing Facility.

Assista o Vídeo
 
 

Mapeando o Interior da Terra

O Departamento de Geociências da Universidade de Princeton está usando o Summit, equipado com as GPUs NVIDIA Volta, para observar e simular dados sísmicos, imaginando o interior da Terra em escala global.

Assista o Vídeo
 
 

Criando Energia Ilimitada

O Laboratório de Física de Plasma de Princeton está usando o supercomputador Summit do Oak Ridge National Lab, equipado com as GPUs NVIDIA Volta, para simular e prever o comportamento do plasma para o próximo reator de fusão.

 

Assista o Vídeo
 
 

Conduzindo uma Combustão Mais Eficiente

A Georgia Tech está em uma missão para obter máximo desempenho em combustão com instabilidade mínima. A potência de processamento do Summit é o mecanismo para gerar modelos de fluxo mais confiáveis e previsíveis para simulação em várias escalas físicas.

Assista o Vídeo
 

Explore o HPC Summit Sob Demanda

Todo o conteúdo do HPC Summit de diferentes comunidades de HPC agora está disponível sob demanda. Aprenda sobre novas tendências, inovações técnicas e destaques das últimas inovações em HPC ao seu alcance a qualquer momento.

Run GPU-Accelerated Apps

Aplicações aceleradas por GPU

Da previsão do tempo e ciência dos materiais à simulação em túnel de vento e genética, o processamento acelerado por GPU da NVIDIA está no centro das áreas de descoberta mais promissoras da HPC.

O modelo de programação NVIDIA CUDA® é a plataforma preferida por desenvolvedores de aplicativos de alto desempenho, com suporte para mais de  600 aplicações aceleradas por GPU —incluindo os 15 principais aplicativos HPC. Muitos destes aplicativos são disponibilizados como software em contêiner pré-configurado no NGC.

INOVAÇÃO NOS DOMÍNIOS DA CIÊNCIA

  • <span style=

    Tempo e clima

  • <span style=

    QUÍMICA COMPUTACIONAL

  • <span style=

    FÍSICA

Weather and Climate

TEMPO E CLIMA

Diversas aplicações de modelagem climática e oceânica, como o modelo WRF (Weather Research and Forecasting) e simulações de tsunami, estão alcançando grandes acelerações, de mais de 5X, que ajudam a economizar tempo e melhorar a precisão.

Computational Chemistry

QUÍMICA COMPUTACIONAL

Com as GPUs NVIDIA® Tesla®, os pesquisadores podem ultrapassar os limites da descoberta. Um único nó de GPU pode substituir vários nós do cluster de CPU. Comparadas às CPUs, as GPUs aceleram aplicativos para dinâmica molecular, química quântica, visualização e acoplamento mais de 5X mais rápido e oferecem desempenho de simulação para insights mais rápidos, mais profundos e mais econômicos

Physics

Física

Desde energia de fusão até partículas de alta energia, as simulações em física abrangem uma ampla gama de aplicações no data center HPC. Comparadas às CPUs, as GPUs aceleram os principais aplicativos de física em mais de 10X, permitindo insights que, até então, eram impossíveis.

CONECTE-SE COM LÍDERES EM HPC

O HPC Summit no GTC 2020 reúne líderes, profissionais de IT, pesquisadores e desenvolvedores de HPC para aprimorar o estado da arte do HPC. Explore o conteúdo de diferentes comunidades de HPC, interaja com especialistas e aprenda sobre novas tendências e inovações.

SOLUÇÕES PARA ACELERAR SUAS DESCOBERTAS CIENTÍFICAS

GPU A100 para Data Center

GPU A100 para Data Center

A GPU NVIDIA A100 Tensor Core oferece aceleração sem precedentes em todas as escalas para AI, análise de dados e HPC para enfrentar os desafios de processamento mais complexos do mundo. Como mecanismo da plataforma de datacenter da NVIDIA, o A100 pode escalar com eficiência até milhares de GPUs ou ser particionado em sete instâncias de GPU para acelerar cargas de trabalho de todos os tamanhos.

Supercomputador para Pesquisas em AI NVIDIA DGX-3

Supercomputador para Pesquisas em AI NVIDIA DGX-3

O NVIDIA DGX-3 é o sistema universal para todas as cargas de trabalho de AI, oferecendo densidade de computação, desempenho e flexibilidade sem precedentes no primeiro sistema de 3 petaFLOPS AI do mundo. O NVIDIA DGX-3 apresenta a aceleradora mais avançada do mundo, a GPU NVIDIA A100 Tensor Core, permitindo que as empresas consolidem análises, treinamento e inferência em uma infraestrutura de AI unificada e fácil de implantar, apoiada por acesso integrado a especialistas fluentes em AI.

Inscreva-se para receber as últimas notícias em supercomputação da NVIDIA