POR DENTRO DO CAMBRIDGE-1

Confira em primeira mão o supercomputador de AI mais potente do Reino Unido.

POR DENTRO DO CAMBRIDGE-1

Conheça o equipamento computacional para a área da saúde de AI, com 80 sistemas NVIDIA DGX A100. 

POR DENTRO DO CAMBRIDGE-1

Movido a energia totalmente renovável, o supercomputador executará as cargas de trabalho de treinamento de AI, inferência e ciência de dados mais desafiadoras em escala.

POR DENTRO DO CAMBRIDGE-1

Movido a energia totalmente renovável, o supercomputador executará as cargas de trabalho de treinamento de AI, inferência e ciência de dados mais desafiadoras em escala.

POR DENTRO DO CAMBRIDGE-1

As principais empresas, universidades e startups do Reino Unido usarão o supercomputador para superar os maiores desafios da área da saúde.

Revelando o Cambridge-1: o Supercomputador de AI Mais Poderoso do Reino Unido

Na quarta-feira, 7 de julho de 2021 às 10h (horário de Brasília), observe as principais instituições de pesquisa revelarem sua pesquisa inovadora a ser conduzida em Cambridge-1 que impulsionará o avanço da saúde.

Desenvolvido para Superar os Desafios Médicos Mais Urgentes com AI

O Cambridge-1 é o primeiro supercomputador da NVIDIA a ser acessado por pesquisadores externos, permitindo que o ecossistema da área da saúde do Reino Unido use recursos de computação extremamente potentes para aproveitar todas as vantagens da AI.
O Cambridge-1 contará com 80 sistemas NVIDIA DGX™ A100 e será conectado com a networking NVIDIA® Mellanox® InfiniBand , oferecendo 400 petaflops de computação de AI e 8 petaflops de desempenho no benchmark LINPACK. Movido a energia totalmente renovável, ele está cotado para ser um dos cinco maiores supercomputadores verdes do mundo.

Desenvolvendo a Pesquisa na Área da Saúde com os Líderes do Reino Unido

As principais empresas farmacêuticas, startups de tecnologia e membros do meio acadêmico e do setor de pesquisa pretendem usar o Cambridge-1 em uma série de projetos que ampliarão consideravelmente os horizontes da ciência, melhorando o tratamento dos pacientes, identificando causas de doenças e adaptando a terapia dirigida aos pacientes.

GSK

"A AI e o machine learning são como um novo microscópio que ajudará os cientistas a ver coisas que não conseguiam ver antes. Com o investimento da NVIDIA em computação e a potência do deep learning, poderemos solucionar alguns dos maiores desafios do setor de ciências biomédicas e oferecer medicamentos e vacinas transformadores para os pacientes. Fico feliz em ver que, assim como o novo laboratório de AI da GSK em Londres, essas tecnologias avançadas estejam disponíveis para ajudar os cientistas extraordinários do Reino Unido."

— Dr. Hal Barron, Diretor Científico e Presidente, Pesquisa e Desenvolvimento, GSK

"O uso de Big Data, supercomputação e AI pode transformar a pesquisa e o desenvolvimento, desde a identificação de alvos até a pesquisa clínica e a disponibilização de novos medicamentos."

— Dr. James Weatherall, Diretor de Ciência de Dados e AI, AstraZeneca

AstraZeneca
King’s College London

"Graças aos recentes avanços em AI, é possível usar modelos cada vez mais poderosos para realizar tarefas complexas, como o reconhecimento de imagens e a compreensão de linguagem natural. Esses modelos oferecem um desempenho incrível com uma capacidade de computação imensa, reunindo milhões de GPUs por modelo. Com essa parceria, pela primeira vez, uma capacidade de computação dessa escala será disponibilizada para pesquisas na área da saúde, o que será transformador para a saúde e o tratamento dos pacientes."

— Sebastien Ourselin, Diretor da Escola de Engenharia Biomédica e Ciências de Imagens, King's College London

"Para a AI ser implementada em escala no tratamento dos pacientes, a precisão, a potência e a segurança são de extrema importância. Precisamos garantir que os pesquisadores de AI tenham acesso aos maiores e mais amplos conjuntos de dados que o NHS tem a oferecer, nossa experiência clínica e a infraestrutura computacional necessária para entender os dados. Essa abordagem é necessária e a única forma ética de usar a AI na área da saúde. AI mais avançada significa melhor cuidado para nossos pacientes."

— Dr. Ian Abbs, Diretor Executivo e Diretor Médico, Guy's and St Thomas' NHS Foundation Trust

Guy’s and St Thomas’ NHS Foundation Trust
 Oxford Nanopore Technologies

"Com a AI compacta, é possível realizar o sequenciamento em tempo real na palma da mão, e os supercomputadores de AI estão possibilitando novas descobertas científicas em conjuntos de dados genômicos de grande escala. Essas inovações impressionantes na análise de dados contribuem para diversas pesquisas científicas importantes no Reino Unido e nos ajudam principalmente a cumprir o objetivo de disponibilizar a análise genômica a todos e em qualquer lugar."

— Gordon Sanghera, CEO, Oxford Nanopore Technologies

"[O anúncio da NVIDIA] foi uma notícia marcante para a área da saúde líder do Reino Unido, além de ser um grande voto de confiança no Estado como um centro internacional de pesquisa, AI e inovação. Acelerar a descoberta de medicamentos nunca foi tão importante, e são investimentos como esse que podem fazer uma verdadeira diferença na luta contra inúmeras doenças. Eu me importo com a tecnologia porque me importo com as pessoas, e o novo supercomputador da NVIDIA ajudará os melhores e mais brilhantes profissionais do Reino Unido a realizar pesquisas que salvarão vidas."

— Matt Hancock, Secretário de Estado de Saúde e Assistência Social, Reino Unido

Notícias sobre o Cambridge-1

Siga nosso perfil no Twitter para ler as notícias mais atuais.

Construindo Durante uma Pandemia

Construindo Durante uma Pandemia

Saiba como foi construir o Cambridge-1 durante uma pandemia, com Marc Hamilton, da NVIDIA

Anunciando o Cambridge-1

Anunciando o Cambridge-1

Saiba como a NVIDIA está construindo o supercomputador mais poderoso do Reino Unido.

Inscreva-se para receber as notícias mais atuais da NVIDIA sobre a área da saúde, inclusive novidades sobre o Cambridge-1.